Logomarca Sesc
Piauí

Cultura

A área de manifestações culturais é considerada pelo SESC como contexto dos mais expressivos para a elevação dos indivíduos aos patamares superiores da condição humana e da produção de conhecimentos que contribuam para a proposição de soluções para os graves problemas que comprometem o processo de desenvolvimento nacional. Para que tal se efetive é necessário, entretanto, que a Entidade amplie seus esforços no sentido de criar condições que possibilitem à cultura se tornar um real instrumento de transformação dos indivíduos e da sociedade.

Não é suficiente, no entanto, um dizer de intenções nessa direção ou simplesmente a Entidade torna-se um espaço de ocorrência de produtos que possam ser designados como manifestações culturais. É necessário que os objetos assim reconhecidos pelos SESC sejam aqueles capazes de enriquecer intelectualmente os indivíduos, levá-los a desenvolver uma percepção mais acurada, propiciar-lhes uma nova compreensão das relações sociais, uma releitura de seu estar-no-mundo, permitir-lhes transcender suas condições de origem e formação, dotando-os, por conseguinte, de uma consciência mais universal. Em outras palavras, significa privilegiar produtos culturais que contribuam para construir um novo olho-o-mundo, e que se instrumentalizam em uma ação transformadora dos indivíduos e da sociedade, excluindo-se, portanto, da ação programática da Entidade, aqueles produtos culturais que tendem à sua reificação, por se formarem a partir de conteúdo e formas reiterativas de padrões culturais já gravados na memória de seus receptores.

Estímulo à Produção Cultural

Uma das formas de o SESC atuar no campo da cultura é o estímulo à produção cultural. Ao se constituir como um dos espaços de sua viabilização, estará o SESC criando condições para o seu revigoramento, contribuindo para o aperfeiçoamento da produção cultural brasileira, melhoria do nível intelectual do povo brasileiro e fortalecimento do sentimentos de identidade nacional, visto como condições essenciais do desenvolvimento.

A consciência de que é com uma ação efetiva no campo da produção cultural que o SESC poderá dar uma contribuição real para o alcance desses objetivos leva à necessidade de se definirem critérios e condições que orientem sua ação nesse campo.

A proposição de SESC ser um espaço de viabilização da produção cultural traz em si a necessidade de também ser incorporada à Entidade a função de articulador entre produtores e consumidores de bens culturais. Significa dizer que disponibilizar simplesmente seus espaços não permitirá distinguir seu papel no processo brasileiro, de outras entidades com finalidades e objetivos diversos.Assumir a função de articulador cultural exige a definição de uma proposta de gerenciamento que permita o alcance do objetivo proposto.Para tanto, é necessário que as linhas de trabalho a serem exercitadas permitam dotar os responsáveis pelo prazer cultural das condições necessárias para operacionalizarem o seu pensar e agir.

A Primeira linha de trabalho para efetivar a ação dos produtores culturais á a criação das bases materiais para a apresentação de seus produtos.

Veja abaixo as últimas notícias relacionadas ao programa Cultura:

Quinta Dança abre convocatória. Inscrições devem ser feitas até 02/04

5dancaSITE

O Sesc Piauí, com o compromisso de valorizar e fomentar a produção cultural no estado, convoca artistas e grupos a se inscreverem para a seleção de propostas artísticas por meio de espetáculos e performances coreográficas em consonância com as questões que atravessam o CORPO contemporâneo para compor a programação do Quinta Dança/2019.

O projeto propõe a criação de um espaço e um calendário regular para o fomento e exibição de trabalhos coreográficos, performances e pesquisas relacionadas com o corpo que dança em Teresina e trabalhos que estejam ou estiveram em cartaz ou que estejam em processo.

Esta ação permitirá mobilização, interação e troca de experiências estéticas entre artistas, grupos artísticos, estudantes de arte, arte educadores e demais interessados, promovendo um espaço para a difusão da produção contemporânea de dança desenvolvida em Teresina, agregando as mais diversas formas de expressão em artes cênicas e, em especial, na dança.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas, presencialmente, até o dia 02 de abril, das 8h às 17h, no setor de cultura do Sesc Ilhotas. O resultado da seleção será divulgado no site do Sesc PI (www.pi.sesc.com.br) no dia 09 de abril.

Informações e esclarecimentos adicionais poderão ser obtidos através dos telefones (86) 3230-9991 e 3230-9990.

Edital completo e ficha de inscrição em:

http://www.pi.sesc.com.br/images/outras/1convocatoriaquintadanca.pdf

http://www.pi.sesc.com.br/images/outras/3formularioquintadanca.doc

Circena abre inscrições para residência de 27 de março a 26 de abril

SESC-CIRCENA---FAIXA-CORTEJO-INTRANET

O Projeto Circena faz parte de uma política cultural de fomento à produção local proposta e realizada pelo Sesc Piauí, com apoio do Departamento Nacional, buscando promover o incremento e a valorização do circo em Teresina.

Este ano o Circena tem início em março, por ocasião da Semana do Teatro e do Circo. A ação se agregará ao Fórum Estadual Nordeste das Artes 2019, ocasião na qual será lançada a convocatória para a Residência de Circo. Com este entrecruzamento, a programação foca na articulação e no fortalecimento da produção artística local.

As inscrições para a Residência Circena são gratuitas e devem ser realizadas entre os dias 27 de março e 26 de abril, das 8h às 11h e das 14h às 17h, no Setor de Cultura do Sesc Ilhotas. No dia 06 de maio será divulgada a lista dos grupos selecionados no site do Sesc (www.pi.sesc.com.br) e nos dias 13 e 14 de maio, às 14h, acontecerão as reuniões para montagem do plano de trabalho com esses grupos. Após essas etapas começam as micro residências artísticas com os cinco grupos selecionados.

Confira abaixo a programação completa:

26/03 – 16h

Cortejo Circense de abertura da Semana do Teatro e do Circo e lançamento dos projetos Circena e Nordeste das Artes

Local: Praça Rio Branco (centro de Teresina)

18h às 20h – Roda de Circo

Local: Salão Cosme Oliveira

Mediação: Elem Brito

27/03 - 14h30 às 18h

Lançamento da convocatória para a Residência de Circo e lançamento do regulamento da convocatória

30/03 – 9h

Apresentação Circense

Local: Praça Rio Branco (centro de Teresina)

De 27/03 a 26/04 - 8h às 11h e 14h às 17h

Inscrições para o Circena

Local: Setor de Cultura do Sesc Ilhotas

06/05

Divulgação do resultado dos grupos selecionados no site do Sesc Piauí (www.pi.sesc.com.br)

Dias 13/05 e 14/05 – 14h

Reunião para montagem do plano de trabalho com os grupos selecionados

Local: Setor de Cultura do Sesc Ilhotas

 

‘O Mágico de Oz’ abre programação do Circuito Cênico em Floriano

New Project 6

 

O Circuito Cênico vem aí, levando à cidade de Floriano a magia do circo e do teatro. Este ano a programação acontece no Teatro Maria Bonita e na Sala de Artes da Cidade Cenográfica, com apresentações de espetáculos teatrais e circenses. A classificação é livre e a entrada é gratuita.

Este ano o Circuito vai dar visibilidade a oito grupos teatrais e circenses naturais de Floriano. O espetáculo O Mágico de Oz, do Grupo Cultura de Rua, abrirá a programação no dia 29 de março, às 15h, no Teatro Maria Bonita.

O Mágico de Oz conta a história da órfã Dorothy Gale, que vivia numa fazenda do Kansas com seus tios e seu cachorro chamado Totó. Após um ciclone, Dorothy e Totó são levados até a terra de Oz. Lá, ela precisa encontrar o poderoso mágico Oz, para pedir ajuda para voltar ao Kansas.

As apresentações do Circuito Cênico acontecerão até o mês de outubro, com espetáculos de oito grupos teatrais.

Sobre o grupo

O Grupo Cultura de Rua foi criado por jovens de Floriano e ao longo da trajetória de 26 anos, deu inúmeras contribuições culturais à região, desenvolvendo atividades socioculturais, realizando montagens de espetáculos teatrais e festivais de teatro e cinema.

Fórum Estadual Nordeste das Artes começa dia 27/03 com programação diversificada

nordeste SITE

Visando difundir, estimular e valorizar a produção artística e cultural dos estados do Nordeste, por meio de ações formativas e de fruição, o Sesc criou o Nordeste das Artes. O objetivo maior do projeto é criar condições que possibilitem a produção artístico-cultural para que ela se torne um real instrumento de transformação dos indivíduos e da sociedade.

Este ano, em Teresina, o Fórum Estadual Nordeste das Artes tem início no dia 27 de março, com vasta programação gratuita no Auditório José Alves Filho, no prédio do Senac da Avenida Campos Sales. Maiores informações podem ser obtidas no telefone (86) 3230-9991.

O público alvo do Fórum são técnicos de cultura e gerentes de unidades do Sesc, artistas, gestores de instituições culturais e educativas, produtores, críticos de arte, curadores, pesquisadores, comerciários e seus dependentes e todos aqueles que se interessem por arte e cultura.

Confira abaixo a programação completa:

Dia 27/03 (quarta-feira)

Manhã: 8h30 às 12h

Painel 01: A cultura na agenda política

Palestrantes: Augusto Neto (ator, especialista em Linguagem Teatral pela Faculdade de Artes Dulcina de Moraes e graduado em Artes Cênicas pela UNB) e Profa. Dra. Ana Regina Rêgo (jornalista, mestra em Comunicação pela Eco-UFRJ e doutora em Processos Comunicacionais pela UMESP)

Mediação: Hildegarda Sampaio (técnica em dança do Sesc Ilhotas – Teresina)

Local: Auditório José Alves Filho – Senac da Campos Sales

Tarde: 14h30 às 18h

Painel 02: Sustentabilidade, economia e mecanismos de fomento

Palestrantes: Regina Veloso (produtora e gestora cultural, responsável pelo Campo Arte Contemporânea, pelo Programa Casa de Produção e pela Plataforma Demolition Incorporada)

e Luís Sá (gestor cultural fundador e administrador do Música Para Todos)

Mediação: João Carlos Araújo (produtor cultural e técnico de cultura do Sesc Avenida – Parnaíba)

Local: Auditório José Alves Filho – Senac da Campos Sales

 

28/03 (quinta-feira)

Manhã: 9h às 12h

Painel 03: Formação e profissionalização do artista

Palestrantes: Marcelo Evelyn (coreógrafo e intérprete na Plataforma Demolition Incorporada, gestor do Campo Arte Contemporânea e professor da Escola Superior de Mímica de Amsterdã) e Chiquinho Pereira (graduado em História pela UESPI, mestre em Políticas Públicas pela UFPI, produtor cultural, diretor de teatro e ator)

Mediação: Fagner Silva (produtor cultural e técnico de música do Sesc Ilhotas – Teresina)

Local: Auditório José Alves Filho – Senac da Campos Sales

Tarde: 14h30 às 18h

Painel 04: Representatividade, poéticas identitárias na produção artística e nos públicos

Palestrantes: Prof. Ms. Kássio Santos (mestre em Educação pela Universidade Federal do Piauí e especialista em Estudos Contemporâneos em Dança pela UFBA) e Prof. Dr. Francisco Carvalho (doutor em Estética e Filosofia da Arte pela Uned/MADRI, doutor em Ética pela Universidade de Sevilla e mestre em Artes Visuais pela UNESP)

Mediação: Camila Maia (técnica em Literatura do Sesc Caixeiral – Parnaíba)

Local: Auditório José Alves Filho – Senac da Campos Sales

 

29/03 (sexta-feira)

Manhã: 9h às 12h

Painel 05: Cultura Digital, Juventude e Redes de Convivência

Palestrantes: Profa. Dra. Ana Maria Rodrigues (socióloga, especialista em Gestão da Cultura, mestra em Sociologia, doutora em Ciências Sociais com pós-doutorado em Sociologia) e Layane Holanda (licenciada em Educação Artística pela UFPI, curadora e realizadora do Trisca Festival e produtora cultural na plataforma @_canteiro_)

Mediação: Camila Batisttetti (técnica em Artes Visuais/Audiovisual do Sesc Caixeiral – Parnaíba)

Local: Auditório José Alves Filho – Senac da Campos Sales

Tarde: 14h30 às 18h

Painel 06: Hábitos e práticas culturais na região Nordeste

Palestrantes: Vagner Ribeiro (músico licenciado em Educação Artística pela UFPI, especialista em História da Arte e da Arquitetura pelo ICF e mestre em Antropologia pela UFPI) e Profa. Dra. Maria Dione (socióloga, especialista em Gestão da Cultura, mestra em Sociologia, doutora em Ciências Sociais, com pós-doutorado em Sociologia)

Mediação: Jedson Martins (técnico em Patrimônio do Sesc Caixeiral – Parnaíba)

Local: Auditório José Alves Filho – Senac da Campos Sales

Clique no link para obter a ficha de inscrição: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfecKUt_7dN2usAgJMZw9yZDvTwV9yM3QUtdh9P1V_40z8gIQ/viewform

 

Plataforma Sesc Escrever sem Fronteiras promove primeiro encontro de 2019

New Project 5

Foto: Elã Foto e Doulagem

A Plataforma Sesc Escrever sem Fronteiras abre os encontros do ano 2019 com bate-papo sobre a produção da escritora Lorena Nery Borges. O encontro ocorrerá nesta sexta-feira (22), às 18h, no Sesc Caixeiral. A entrada é gratuita e a classificação é livre.

A mediação ficará por conta do professor de literatura e também escritor, Zilmar Junior, que já é colaborador da Plataforma Escrever sem Fronteiras e do Jornal Correio Literário. Zilmar também é contista e está com o livro “Grãos de Areia” previsto para lançamento este ano, em Parnaíba.

Conheça mais sobre Lorena Nery:

Publicou seu primeiro livro solo “Nas EntreLinhas da Lo Amor” (2018) e o livro de crônicas “A Dois”, com o escritor Ricardo Tagliaferro (2018).  Escreve na página ‘Nas EntreLinhas da Lo Amor’ e colabora na Nostalgia Poética e Peregrinos Anônimos.

Possui textos publicados em sites, jornais e revistas da área literária: Revista Literária Livros Nacionais (2017); Jornal Tribuna Liberal de Sumaré-SP (2017); Plataforma Escrever Sem Fronteiras (Sesc 2018), Correio Literário (2018); participante das Antologias Poéticas “Acolha o Pólen da Vida 1” ( 2017); Amores em Metamorfose (2017); Café e Prosa (2018), “A Mulher na literatura Latino-americana”, organizada por Marleide Lins e Algemira Mendes (2018), Ecos de Sentimentos (org. Jailton Dorg) e texto no Fanzine “Desembucha, Mulher!” organizado por Dani Marques.

Sub-categorias

Pagina 1 de 228

Editais

Ações

Parceiros