Logomarca Sesc
Piauí

Apresentações Artísticas

Espetáculo de dança encerra apresentações do Palco Giratório

Vila Tarsila 

A Companhia Druw de Teatro (SP) apresenta o espetáculo “Vila Tarsila”, dia 31 de outubro às 9 horas, no Teatro 4 de Setembro. O espetáculo encerra as apresentações deste ano do projeto Palco Giratório. O projeto encerra sua 15ª edição com  a apresentação de grupos, de diferentes estados, com apresentações de teatro e dança.

Este ano, o Palco Giratório circulará 122 cidades, com 23 espetáculos, realizando 700 apresentações de estilos como comédia, drama, musical, teatro gestual, infantil, épico, de animação, de máscaras, dança de rua e contemporânea.

“Vila Tarsila” é voltado para crianças acima de 5 anos e adolescentes.  O espetáculo apresenta, por meio da dança, um roteiro que valoriza o lúdico. Junto com a peça, o projeto Palco Giratório traz uma oficina de artes cênicas para educadores.  Em Teresina, a oficina será realizada dia 1º de novembro,  no Sesc Centro.

A peça joga luzes nas memórias de infância de Tarsila do Amaral. Miriam Druwe e Cristiane Paoli Quito transportam o espetador ao mundo antropofágico da artista, demonstrando que sua obra nasceu de experiências visuais nas inúmeras viagens realizadas quando pode correr livremente entre árvores e brincar com bonecas feitas de mato em contraponto com a educação francesa que recebeu de seus pais.

Quarteto Tamoio é atração do Calçadão Cultural


O Sesc Avenida, em Parnaíba, promove na noite desta quarta-feira (05) mais um show do projeto Calçadão Cultural da Beira Rio. A atração é o Quarteto Tamoio – de Teresina. O show inicia às 21 horas.

O grupo surpreende o público com excelente repertório baseado em música tradicional brasileira e canções latino-americanas. O quarteto é formado por Josué Costa (violão), Sérgio Matos (violino), Ivan Silva (sanfona) e Bruno Moreno (percussão).

            

Segundo a coordenadora de Cultura do Sesc Beira-Rio, Lili Machado, a programação  do Calçadão Cultural combina boa música e culinária regional,  no local que reúne comerciários, artistas, estudantes, profissionais liberais que apreciam a boa música.

Espetáculo “Plagium” é destaque no Amazônia das Artes

Plagium

“Plagium?” – o espetáculo da Companhia Dançurbana (MS) foi apresentado neste sábado no Teatro João Paulo II, na Mostra SESC Amazônia das Artes.

O espetáculo tem direção geral e pesquisa de Marcos Mattos e traz os interpretes Adailson Dagher, Ariane Nogueira, Maura Menezes, Reginaldo Borges, Roger Pacheco, Rogger Castro, Rosely Martinez, Thiago Mendes, Tamires Leona, Irineu Ruach, Ralfer Campagna e Lívia Lopes.

Mostra Amazônia das Artes traz dança e concerto

Dois espetáculos em cartaz neste final de semana pela Mostra SESC Amazônia das Artes. O espetáculo de dança “Plagium” da Companhia Dançurbana (MS) e o concerto de câmera “Centro Metropolitano”, vão ser apresentados neste sábado e domingo, respectivamente, no Teatro João Paulo II e no Palácio da Música. Os espetáculos têm entrada gratuita.

Dirigido por Marcos Mattos, o espetáculo de dança “Plágium”, que será apresentado neste sábado  às 17h no Teatro João Paulo II, no Dirceu Arcoverde,  pretende questionar a autoria em dança e quais ferramentas usadas para que a criação seja considerada autêntica – original ou cópia Como descobrir se o que vejo é cópia Ainda é possível fazer algo original

Plágium se tornou a resposta direta que questiona toda essa hipocrisia do que é ou não original, do que é ou não autêntico, sendo assim, o que caracteriza um espetáculo é o presencial, o ao vivo, a troca, os corpos, as perguntas, as questões, a cena, a luz.

Dança e Conserto

No palco, os interpretes-criadores Adailson Dagher, Ariane Nogueira, Maura Menezes, Reginaldo Borges, Roger Pacheco, Rooger Castro, Rosely Martinez, Thiago Mendes, Tamires Leona, Irineu Ruach, Ralfer Campagna e Lívia Lopes.

O segundo espetáculo em cartaz na Mostra SESC Amazônia das Artes é o concerto de câmara “Centro Metropolitano”. O concerto, executado pelo grupo Plamas Música, é baseado na obra musical homônima de Leonardo Luigi Perotto.  O espetáculo musical traz perfomances cênicas realizadas pelos próprios musicistas e visa discutir a vida do homem nas cidades contemporâneas.

“Centro Metropolitano” vai ser apresentado neste domingo (12), às 19h30 no Palácio da Música, em Teresina, com a participação de Leonardo Luigi Peroto (violão), Aline Martins (piano), Heitor Oliveira (clarinete), Helena Zica (soprano) e Mira Benvenuto  (flauta transversal).

A programação da Mostra SESC Amazônia das Artes segue nesta segunda-feira (13), com a apresentação do espetáculo teatral “Expiação”, da Companhia Pulsar (MA). O espetáculo será apresentado às 15h30 no Teatro João Paulo II.

Música e teatro na Mostra SESC Amazônia das Artes

SESC Amazônia das Artes

A Mostra SESC Amazônia das Artes apresenta nesta sexta-feira (10) os espetáculos “O menino e o céu”, da Companhia de Teatro FACES (MS), às 9 horas, no Teatro 4 de Setembro e “Corda com corda” (RR) às 19h30 no Palácio da Música.  A entrada é gratuita.

O espetáculo infantil “O menino e o céu” traz à discussão o sonho como fio condutor da vida. Coloca uma criança diante da possibilidade de voar para pedir às nuvens que voltem a chover para aplacar a secura do Sertão e acalentar a vontade da alma.

De maneira clara e aberta, o espetáculo, coloca a criança diante da perda, da impossibilidade e da morte, situações que machucam a ludicidade do imaginário infantil. O espetáculo tem texto, direção e figurino de Wanderson Lana e no elenco os atores Yuri Lima Cabral, Kiko Sontak, Victor Martins, Luiz Antônio Freitas, Wanderson Lana, Edilene de Jesus e Dionathan Felipe.

O espetáculo Corda com Corda traz os músicos Pedro Linke (flauta e viola), Renato José (percussão), Elson Arcos (violoncelo), Ruy Lavor (teclados) e Bebeco Pujucan na técnica de som.

“Corda com corda” é uma seleção de músicas compostas por artistas da região Norte do país (Eliakim Rufino, Zeca Preto, Sérgio Barros, Neuber Uchoa, Adelson Santos) e arranjadas em formado instrumental. A apresentação conta com três músicas autorais entre outras do repertório nacional e internacional com destaque para o samba, baião, MPB e jazz, sempre intercalando tema e improvisação.

Editais

Ações

Parceiros